90

um inseto cava,

e tu bem o sabes.

kafka não o revela

e clarice o parte em dois.

eu, quieto em meu canto,

observo estarrecido.

3 comentários:

Andressa C. disse...

e eu?

Âmala Barbosa disse...

Intertextualidades e culinária e muita poesia, que é o que você faz bem , sempre.

nélio disse...

quase todos os dias passo na mesma rua. e só hoje me toquei, uma ex colega de escola mora ali, e estava na porta. então notei que ela ainda está no mesmo lugar e, de alguma forma, também estou, mas é diferente. durante estes anos cavei e criei um recôncavo. então me lembrei de um conto do kafka (já não me lembro do título) em que o personagem construía um abrigo...